O Céu é de Verdade

Gostei muito da experiência do menino de quatro anos de idade que, aos poucos revela para seu pai que, durante sua cirurgia foi ao céu e esteve com Jesus. Viu seu avô com asas muito grandes, e uma irmãzinha que sua mãe abortara com dois meses. Os pais nunca haviam contado isso pra ele, mas ele a viu no céu. Um ótimo livro.

Porém, o texto escrito por Lynn Vincent é muito confuso nos três primeiros capítulos e existe confusão de períodos de tempo. Quem lê confunde-se com o tempo dos acontecimentos porque está muito misturado. A autora precisou “encher lingüiça” para fazer um livro maior e entra em muitas minúcias e detalhes que os leitores não estão interessados. Mas, vale a pena ler, se você tem paciência para tropeçar num texto mal redigido! Eu como escritor não tenho paciência com textos assim, mas li-o até o fim.

Além de que a pessoa que traduziu o livro para o português não foi feliz, porque fez uma péssima tradução e um português sofrível, também nos quatro primeiros capítulos, depois, parece que a tradutora deslancha – ou o tema é que deslancha de verdade.

Também não ficou bem explicitado em português o que o contador da história, no caso o pai do menino quis dizer com “marcador”. Reli o trecho várias vezes e imagino que se trata de um lápis marcador de texto, mas isto está confuso no livro. Que marcador é esse? A Thomas Nelson bem que poderia caprichar melhor!

 

About Pr. João de Souza

Pastor, escritor, historiador e pesquisador bíblico

View all posts by Pr. João de Souza →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*