Tag Archives: sociedade

PASTORES NA POLÍTICA

Vendo tanto pastores se candidatando a cargos políticos fiquei a imaginar com os meus botões: – O que leva um pastor a entrar na política? Seria por querer ascensão social ou por desespero financeiro?  Será que alguns deles têm complexo messiânico, isto é, que foram chamados para, através da política, mudar a sociedade? O que leva um pastor a largar o cajado, deixar as ovelhas no campo e entrar na política?

Torcer ou não torcer pela seleção brasileira?

Esta dúvida se apoderou de mim através de uma mensagem de voz de uma senhora de oitenta e quatro anos que ficou sabendo do meu estado de saúde. Ela falava e soluçava enquanto dizia: Como vou torcer pela vitória da seleção brasileira enquanto neste país não se pode contar com leitos em hospitais para a população? Ela é uma brasileira que faz quarenta e cinco anos trabalha na recuperação de viciados em drogas e sustenta sua ONG sem ajuda do governo, apenas com o que a chácara produz.

Carta Aberta a Ariovaldo Ramos

Ao assistir pela TV a transmissão ao vivo da declaração da Frente de Evangélicos Pelo Estado de Direito, representado por seu principal porta-voz Ariovaldo Ramos no palanque junto ao Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, chamou-me atenção o discurso do pastor incitando as pessoas à desobediência civil,[1] e agitou-me zelo pelas Escrituras ao vir uma parte do segmento da fé cristã aliar-se ao pensamento marxista; sim, a mesma linha-dura do comunismo que matou setenta milhões de pessoas para poder se instalar na União Soviética, parecia ser representada naquele palanque pelo Ariovaldo. Confesso que estremeci. Depois, entrei no site e vi novamente o Ariovaldo em Curitiba protestando contra a prisão do ex-presidente Lula. 

A destruição de Jerusalém no ano 70 de nossa era

Depois de exaustivas horas terminei de ler o relato do historiador Flávio Josefo sobre o cerco a Jerusalém comandado por Tito, filho de Vespasiano. Vários são os livros de Josefo para relatar tão terrível episódio. Josefo é extremamente detalhista, e descreve muito bem como era a cidade de Jerusalém, o templo, seus palácios e como era a formação do exército romano.

Jerusalém: A eterna capital de Israel

Apesar das escrituras mencionarem Jerusalém em textos anteriores ao reinado de Davi, seu nome não era Jerusalém, mas Jebusalém. O nome Jerusalém ficou unificado nas Escrituras a partir da tradução do hebraico para o grego, a chamada Septuaginta.

Vejamos um pouco da história:

Existe esperança para o Brasil?

O capítulo 1 do livro do profeta Isaías descreve a condição moral e espiritual de Jerusalém naqueles dias. Ao reler este capítulo não vejo mais Jerusalém, mas o Brasil. Isaías começa sua imprecação com “Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptores…” (Is 1.4).

Crise de identidade

Soube recentemente que o Distrito Federal que compõe o Plano Piloto e as cidades ao redor tem cerca de 800 mil evangélicos ou 40% da população. Que diferença isto faz na sociedade brasiliense? Que diferença faz a grande percentagem de evangélicos em cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Anápolis e Goiânia com alto percentual de evangélicos?

Pena de morte

Recentemente estive num país em que milhares de pessoas foram fuziladas durante a revolução pelas armas dos revolucionários. Um de seus líderes declarou na ONU que fuzilava os prisioneiros e que continuaria a fuzilá-los. A ONU silenciou.
A morte por fuzilamento do traficante brasileiro Marcos Archer reacendeu entre os leitores e o povo a questão da pena de morte; alguns aprovando-a, outros condenando-a.

Ciência e esoterismo – Os cuidados que o crente deve ter

Existem certas práticas medicinais orientais que são comprovadamente científicas, mas que vêm carregadas de misticismo e esoterismo, coisas malévolas para o verdadeiro cristão.

O Papa e os problemas do Brasil

Introdução:

Eu não quero abordar neste artigo as questões financeiras que envolvem tanto a Igreja Apostólica Católica Romana como as igrejas de cunho evangélicas e suas varias instituições, e as riquezas que todas acumularam ao longo dos anos. Não quero falar das milionárias aquisições dos católicos romanos, suas catedrais, seminários e obras sociais; as mentiras contadas em seus livros sobre a história do Brasil; nem tão pouco falar das aquisições milionárias das grandes denominações mundiais, e a riqueza que seus líderes acumularam ao longo dos anos – quase sem exceção.