Guerra de deuses

Já escrevi aqui neste site a respeito da guerra de adoradores que acontece quando as vitórias nas guerras eram atribuídas aos deuses, especialmente no Antigo Testamento, na luta entre os deuses das nações e Jeová.

Recentemente assistimos aqui no Brasil outra guerra de deuses durante a copa do mundo de futebol da FIFA. Os meios de comunicação, sempre em busca de furos jornalísticos e de notícias sensacionalistas não se cansavam de atribuir o sucesso da copa a algum “deus” adorado no Brasil. Reflita comigo:
1. A mídia deu muita ênfase a Caravágio, imagem adorada por Felipão, que fez uma procissão de vinte quilômetros até a montanha onde está a imagem pedindo que o Brasil ganhasse a copa. E prometeu caminhar novamente o mesmo percurso à pé e descalço para pagar sua promessa.
2. No dia seguinte do jogo contra o Chile em que o goleiro Júlio César pegou dois pênaltis, o feito glorioso foi celebrado como uma vitória da Caravágio. E a mídia mostrou pra todo o Brasil a imagem de gesso da deusa na casa do goleiro. À ela foi atribuída a vitória. A partir dessas duas cenas comecei a orar para que o verdadeiro Deus ganhasse a glória e a honra; não apenas eu, mas milhões de brasileiros fieis a Jeová.
3. As goleadas aplicadas aos adversários nos jogos realizados em Salvador foram atribuídas pela mídia aos orixás cujas imagens “guardam” a Baía de Todos os Santos.
4. As cores da bola de futebol, a chamada brazuca foram inspiradas propositalmente nas cores dos orixás do candomblé, bem como a decoração da central da copa no Rio de Janeiro ornamentada com as mesmas cores. Ainda tem o mistério das mãos segurando a brazuca, e, alguns mais perspicazes afirmaram tratar-se do ato em que Xico Xavier fazia quando psicografava suas mensagens: Ele colocava uma mão semiaberta sobre os olhos. Quanto a isto, não posso confirmar a veracidade.
5. Finalmente, no dia do jogo entre Brasil e Alemanha alguém da comissão técnica espalhou sal grosso no reservado onde ficou o banco de reservas e a comissão técnica da Alemanha. Pois, não é que o feitiço virou contra o feiticeiro?
Numa demonstração de que não estava pra brincadeira e ouvindo o clamor de milhares de crentes – especialmente os que não se dobravam ao deus do futebol – Jeová deixou a sua marca, o seu número de perfeição. O sete.
Agora, o Brasil acaba de entrar noutra guerra contra o Deus dos cristãos: A ideologia marxista e ateísta; o positivismo e o comunismo querem, a todo custo arrumar uma maneira de acabar com os evangélicos neste país. Aviso aos partidos de ideologia marxista: Jamais esqueçam que Jeová está conosco!

8 Responses to Guerra de deuses

  1. JONAS ARRUÉ disse:

    ISSO SEM FALAR NA ARROGANCIA DO TÉCNICO DA SELEÇÃO AO FALAR À IMPRENSA QUE NEM “JESUS CRISTO” FARIA UMA ESCALAÇÃO TÃO PERFEITA…

  2. Marcos Thiesen disse:

    Como sempre Pr. João, sua visão estrapola conceitos e deixa claro o seu, ou melhor nosso testemunho de fé. Parabéns novamente e que venham novos textos para edificarmos nossa fé e aprimorarmos nossos conhecimentos.

  3. Flavio Lima disse:

    Excelente reflexao pastor! Essa é a visão da cristandade verdadeira! Pois é como está escrito: Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Galatas 6:7. Abraço,
    Flavio Lima

  4. LUIS PITOL disse:

    ILUSTRE APÓSTOLO JOÃO DE SOUZA.NOSSOS TEMPOS ESTÃO NO FIM.HERESIAS MARXISTAS,FASCISTAS E COMUNISTAS CAIRÃO POR TERRA,POIS A LUZ DO EVANGELHO CEGARÁ OU MOSTRARÁ NA ESCURIDÃO ONDE VIVEM ESTES IDEOLOGISTAS DO MAL.CRISTO NOSSO GENERAL QUATRO ESTRELAS SERÁ O EXECUTOR DESTA GUERRA.QUE DEUS SEJA LOUVADO EM SUA VIDA E SEU GALARDAO PELOS ENSINAMENTOS NESTA TERRA SERÃO COLHIDOS NA ETERNIDADE.O EVANGELHO É O PODER DE DEUS……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*