Filho Meu

Uma leitora me pediu para analisar esta letra entoada pelo Thales Roberto. Li, reli e concluí que é uma letra sem sentido bíblico. Vejamos:

1. Acho que o autor é daqueles que desprezava seu pai, batia a porta na cara dele e transferiu isto para a relação Deus/homem.

2. “Ontem me lembrei de uma antiga oração que você fez no monte… e chorei!”. Como é? Que antiga oração o autor se refere? E, por que a oração foi feita no monte? Novamente aqui, a experiência do autor transferida para o relacionamento dele com Deus.

3. Quando a Bíblia diz que “lembrou-se Deus” tem a ver com o pacto que ele fez com Abraão. Deus se lembra de seu pacto e volta a olhar para o seu povo.

4. “Eu acho que paguei um preço alto demais”, diz o autor, pondo nos lábios de Cristo uma frase ridícula. Este “eu acho” soa como uma indecisão, não é verdade Thales? E o preço foi alto demais ou foi o suficiente para satisfazer a justiça de Deus? Aqui o autor diz que Jesus achou o preço alto demais! Isto é sério!

5. E que são estas “promessas e promessas arquivadas te esperando, filho?”. Se estão arquivadas, foram guardadas; estão na gaveta. Mas, que promessas são essas que foram arquivadas? A pergunta que faço é: De que promessas o autor se refere? Ora, nas Escrituras a Promessa era a vinda de seu Filho a terra e a descida do Espírito Santo. A próxima promessa é de que Jesus voltará e nos levará para morar com ele. Alguém sabe de alguma outra promessa? Claro, o autor se refere ao profetismo exacerbado dos prognosticadores que dizem a todo momento: Deus tem promessas pra você! Ora, sabemos que ele tem promessas para nós, mas, mesmo que sejam promessas individuais elas não estão arquivadas no gaveteiro. Apenas esperando o momento de Deus as cumprir!

Fala sério! O restante da letra é o comum evangélico em forma de cântico: Levantar a mão para aceitar a Jesus, como se este gesto salvasse alguém! Como diriam os americanos, non sense! Sem sentido!

Eis a letra do cântico:

Filho Meu

Thalles Roberto

Filho meu
Ta fugindo de mim?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu…

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo

Filho meu
Ta fugindo de mim, é?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu…

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti
To cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo

About Pr. João de Souza

Pastor, escritor, historiador e pesquisador bíblico

View all posts by Pr. João de Souza →

6 Comments on “Filho Meu”

  1. O Thales tem um testemunho incrível, qual me marcou muito uma parte que entre palavras ele disse: “eu não tinha convicção… agora tenho…” será que ele tá falando de uma convicção em Jesus ou no sucesso..

  2. “Filho meu
    Ta fugindo de mim?” Alguém que um dia venha a conhecer a DEUS verdadeiramente, nunca fugirá DELE pode até se perder, mas voltará arrependido como o filho prodigo voltou.
    “Ja tentei, procurei e outra vez
    Você me rejeitou, porta na cara doeu… ” Esse deus se humilha demais e coloca o amor ao “filho” acima da grande e suficiente humilhação da cruz.O pai do filho prodigo não foi atras do seu filho lhe implorando que voltasse, ele simplismente deixou seu filho ir na certeza (fé) de que um dia ele voltaria.E se estamos falando DEUS que sabe de tudo! saberá! e o filho, sendo filho com certeza voltará ARREPENDIDO!
    “Filho meu
    Ta correndo de mim, é?
    Ontem eu me lembrei
    De uma antiga oração
    Que você fez no monte
    Lembra filho? Eu chorei!” Esse filho não está só fugindo agora ele está correndo… e deus se lamenta e chora lembrando quando o filho se importava com ele.
    E a musica se segue com um deus se lamentando achando que seu sacrificio foi grande demais, mais o sacrificio maior e ficar longe desse filho ingrato, que só corre dele e para temtar convencer esse filho que o melhor e está com pai, ele tenta até compra-lo com suas promessas. “Promessas e promessas
    Arquivadas te esperando, filho!” e ameças “Você ta dirigindo cego
    Em alta velocidade
    Daqui de cima eu vejo
    A pancada que vem”
    e termina pedindo ao filho que levante sua a mão e o aceite como salvador ! que tudo ficará bem.

    o sacrificio já foi feito quem entende isso se humilhará a ELE uma vez que ELE já se humilhou.
    ELE É QUEM PRECISA ME ACEITAR!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*