Filho Meu

Filho Meu

30 de setembro de 2013 6 Por Pr. João de Souza

Uma leitora me pediu para analisar esta letra entoada pelo Thales Roberto. Li, reli e concluí que é uma letra sem sentido bíblico. Vejamos:

1. Acho que o autor é daqueles que desprezava seu pai, batia a porta na cara dele e transferiu isto para a relação Deus/homem.

2. “Ontem me lembrei de uma antiga oração que você fez no monte… e chorei!”. Como é? Que antiga oração o autor se refere? E, por que a oração foi feita no monte? Novamente aqui, a experiência do autor transferida para o relacionamento dele com Deus.

3. Quando a Bíblia diz que “lembrou-se Deus” tem a ver com o pacto que ele fez com Abraão. Deus se lembra de seu pacto e volta a olhar para o seu povo.

4. “Eu acho que paguei um preço alto demais”, diz o autor, pondo nos lábios de Cristo uma frase ridícula. Este “eu acho” soa como uma indecisão, não é verdade Thales? E o preço foi alto demais ou foi o suficiente para satisfazer a justiça de Deus? Aqui o autor diz que Jesus achou o preço alto demais! Isto é sério!

5. E que são estas “promessas e promessas arquivadas te esperando, filho?”. Se estão arquivadas, foram guardadas; estão na gaveta. Mas, que promessas são essas que foram arquivadas? A pergunta que faço é: De que promessas o autor se refere? Ora, nas Escrituras a Promessa era a vinda de seu Filho a terra e a descida do Espírito Santo. A próxima promessa é de que Jesus voltará e nos levará para morar com ele. Alguém sabe de alguma outra promessa? Claro, o autor se refere ao profetismo exacerbado dos prognosticadores que dizem a todo momento: Deus tem promessas pra você! Ora, sabemos que ele tem promessas para nós, mas, mesmo que sejam promessas individuais elas não estão arquivadas no gaveteiro. Apenas esperando o momento de Deus as cumprir!

Fala sério! O restante da letra é o comum evangélico em forma de cântico: Levantar a mão para aceitar a Jesus, como se este gesto salvasse alguém! Como diriam os americanos, non sense! Sem sentido!

Eis a letra do cântico:

Filho Meu

Thalles Roberto

Filho meu
Ta fugindo de mim?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu…

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo

Filho meu
Ta fugindo de mim, é?
Ja tentei, procurei e outra vez
Você me rejeitou, porta na cara doeu…

(Porta na cara de filho dói, que você nem imagina)

Filho meu
Ta correndo de mim, é?
Ontem eu me lembrei
De uma antiga oração
Que você fez no monte
Lembra filho? Eu chorei!

(Enquanto eu viajava nesse flashback)

Eu acho que paguei
Um preço alto demais
Eu tenho tantas coisas
Pra viver com você
Promessas e promessas
Arquivadas te esperando, filho!

Você ta dirigindo cego
Em alta velocidade
Daqui de cima eu vejo
A pancada que vem
Então passa sua vida pro meu
Nome que eu assumo tudo
Tudo, tudo, tudo

Faz o seguinte, oh
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti

Faz o seguinte
Levanta a mão agora
E me aceita
Como o seu salvador
Depois me abraça
E a gente vence
Junto essa parada

Sou seu Deus
To cuidando de ti
To cuidando de ti
To cuidando de tudo
Tudo, tudo, tudo