MENSAGEM PASTORAL DE FIM DE ANO

MENSAGEM PASTORAL DE FIM DE ANO

26 de dezembro de 2012 2 Por Pr. João de Souza

 Deus está no controle!!!

Talvez este seja meu último artigo de 2012 e o escrevo na esperança de despertar aqueles que costumeiramente me leem.
Possivelmente alguns de meus leitores sintam-se desolados com o silêncio de Deus às preces a ele feitas diariamente. Quantas orações foram feitas a Deus durante este ano que termina, e …o leitor atônito vê que 2013 está às portas sem que suas orações tenham sido respondidas por Deus?
Apesar de se conhecer versículos e mais versículos em que Deus promete socorrer o seu povo, ainda assim, alguns desanimam pela resposta que não vem! Daniel, no cativeiro da Babilônia teve duas experiências de oração totalmente diferentes. Em Daniel 9 ele entendeu pelas profecias de Jeremias que chegara o momento do povo retornar do cativeiro e se pôs a orar – a Bíblia não diz que ele jejuou nem quantos dias orou, mas que apenas orou. Depois de confessar seus pecados, os pecados de seus antepassados e os pecados do povo que estava no cativeiro, ele recebeu a visita do anjo Gabriel que lhe disse: “No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, porque és mui amado” (Dn 9.23).
Pronto! Saiu a ordem. Não demorou muito e a resposta chegou. No entanto, no capítulo seguinte lê-se um relato bem diferente do primeiro. Daniel precisou orar “durante três semanas”, e teve que se abster de certos alimentos, especialmente a carne e o vinho durante “três semanas inteiras”. Um emissário do céu lhe disse palavras semelhantes: “Desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim” (Dn 10.12).
Ao que parece o emissário saiu no mesmo dia com a resposta, “mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias…” (Dn 10.13). Caso Daniel não permanecesse diante de Deus, possivelmente não obteria vitória. Um ser espiritual que estava por trás do rei da Pérsia impedia que este decretasse a saída dos judeus do exílio para a reconstrução de Jerusalém. Vencida a batalha nas regiões celestiais, Ciro, o rei da Pérsia assinou o decreto para o retorno dos judeus.
Deus está no controle, mas somente age quando seus filhos intercedem aqui na terra. Quando Deus quer agir ele coloca o desejo de interceder no coração de seus filhos ou de uma pessoa a quem ele ama em especial. O avivamento não virá se o povo de Deus não interceder. A resposta não virá se o cristão não se desprender de alguma coisa. Não que o jejum mexa com o coração de Deus; se o homem cresse assim, dependeria de boas obras para ser aceito por Deus. Mas, o jejum e a abstinência de certos alimentos, abstinência de Internet, das redes sociais etc. serve para mudar o coração do homem.
Diante de Deus a atitude de jejuar indica que o crente está negando seus prazeres pessoais para que a vontade de Deus seja feita. O diabo vê nessa disposição do crente a determinação de obter a vitória. O diabo treme e teme, porque sabe que Deus irá agir.
Daniel era “homem mui amado” (10.23), mas precisou se abster de certos alimentos ficando na presença de Deus vinte e um dias até que a resposta chegou. Daniel intercedeu para que a agenda de Deus se cumprisse. Enquanto o homem curte seus prazeres pessoais e pede para satisfação pessoal, Deus não age. “Vocês pedem e não recebem, porque pedem mal, para esbanjar em seus próprios prazeres” (Tg 4.3).
Quando o coração do homem é mudado este consegue entender que Deus está no controle. Em Apocalipse 8.3-4 o anjo tomou o incenso para “oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que se acha diante do trono, e da mão do anjo subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos”.
Deus está no controle. As orações feitas pelos crentes são depositadas diante dele. Em algum momento serão respondidas. Particularmente tenho muitas orações que não foram respondidas, mas meu coração mudou, e o diabo o sabe muito bem! Deus está no controle, o Diabo sabe disso e fica irritado!
Deixe que o diabo se irrite, não você!