Levitas: Mãos à obra!

Existe uma ideia corrente de que os músicos e cantores das igrejas são levitas separados para Deus. Num artigo à parte procuro desmistificar essa idéia ainda tão prevalecente no meio evangélico.

Pois aqui na restauração do culto a Deus e na reconstrução do templo nos dias de Josias, bisneto de Ezequias – o filho de Ezequias, Manassés que governou Judá durante 52 anos bagunçou com o reino e desfez tudo o que seu pai havia estabelecido na cidade – os responsáveis pela construção e reparo do templo são levitas! Até mesmo os levitas “peritos em instrumentos músicos” supervisionavam a obra.

Desmistificação do levita moderno (2 Cr 34.12-13).

Os homens procederam fielmente na obra; e os superintendentes deles eram Jaate e Obadias, levitas, dos filhos de Merari, como também Zacarias e Mesulão, dos filhos dos coatitas, para superintenderem a obra. Todos os levitas peritos em instrumentos músicos eram superintendentes dos carregadores e dirigiam a todos os que faziam a obra, em qualquer sorte de trabalho. Outros levitas eram escrivães, oficiais e porteiros” (vv.12-13).

Músicos que só querem chegar na hora do culto para tocar e cantar devem ser lembrados dessa verdade! Eles podem superintender outras tarefas da igreja. Podem cuidar dos porteiros, dos diáconos, lecionar para as crianças e até cantar no grupo de louvor.

Não imagino como os músicos e até mesmo os pastores conceberam a ideia de que músicos existem só para tocar seus instrumentos durante os cultos, e ainda gostam de ser chamados “levitas”, porque acreditam que são separados por Deus para a difícil tarefa de tocar, cantar e dirigir os louvores da igreja.

Sempre argumentei contra essa nomenclatura sacerdotal, mas precisava de uma base bíblica ainda mais clara, até que me deparei com o texto acima: Os levitas músicos eram também superintendentes da reconstrução do templo! Então, aí está o desafio: Se você crê que é um levita, mãos à obra! Porque, naqueles dias, apesar desses levitas serem peritos na arte de tocar instrumentos, estavam de mangas arregaçadas superintendendo a reconstrução do templo, ou trabalhando como escrivães, anotadores em pranchetas etc.

Meus pastores, a solução para a carência de pessoas para fazerem limpeza do templo ou salão, para consertar os cabos e fios do sistema de som; para tirar a poeira dos bancos e das cadeiras, para limpar os banheiros está na equipe de levitas! Você agora possui uma boa base bíblica, porque, já que querem todos ser levitas, que trabalhem como faziam os levitas do Antigo Testamento!

No meu novo livro O Livro de Ouro do Ministério de Louvor, (www.z3ideias.com.br) mais uma vez desmistifico essa classe especial que a igreja neopentecostal criou e inventou não sei com base em quê!

10 Responses to Levitas: Mãos à obra!

  1. Georges disse:

    Pastor João, outra coisa: a Bíblia determina que os levitas deveriam ser sustentados pelo dízimo. Ora, durante muitos anos eu fui “levita”, isto é, “músico de igreja”… e nunca me deram nem um tostão furado para pegar o ônibus ou comer um cachorro-quente depois do ensaio… devo entrar na justiça? (risos, muitos e muitos risos!)!!!!!
    Quem está errado, eu, “levita pé-de-chinelo” ou o “sacerdote” que não distribuiu o dízimo corretamente (aliás, nada me tira da cabeça que é para esses “sacerdotes” que foi escrito o livro de Malaquias… mas isso é outra discussão).
    Grande abraço.
    Georges

    • Pois é George! Quanta coisa a igreja poderia fazer com os dízimos: Dar escola para os pobres pagando seus professores; sustentando ministérios que não precisariam ficar fazendo lanchinhos para vender na cantina, menos construindo mega-templos! com os dízimos não! Dízimos é para a Casa de Deus espiritual, nunca para a casa material! Abraços,

  2. Leandro Salinas disse:

    Pr, parabéns pela excelente observação. Vou cuidar de transmitir este capítulo aqueles que estão sob meu cuidado. Abraços da Flórida.

  3. Adalberto disse:

    Desmistificação do levita moderno.

    Concordo com o querido pastor mas os levitas tambem eram sustentados pelos dízimos recebido pelo povo e nao somente o sacerdote. To certo ou to errado? Por favor isto nao é uma critica mas apenas um comentario ok?

    • Existe um detalhe que faz que essa idéia não seja prática em nossos dias: Todos os crentes são levitas e sacerdotes, portanto, segundo seu ponto de vista seria impossível todos viverem ganhando da igreja. Grande número de pastores trabalham em empresas suas ou como empregados para poder se manter!

  4. Tatiana Correia disse:

    Ok que os levitas eram bombril,mas acho que hoje não temos a necessidade de pegarmos um membro do ministério de louvor para ficar com as crianças na hora do cultinho, ou então para dar aula na escola bíblica, temos hoje dentro das igrejas um celeiro cheio de talentos, por que não da oportunidade para os outros membros de trabalhar na igreja? Porque temos que sobrecarregar uma só pessoa com tantas tarefas, não que os membros do ministério de louvor sejam os merecidos, mas acho que esse ministério necessita de tempo para poder ensaiar, estudar entre outros, já que ele é o ministério que tem que estar presente em todos os cultos e ventos da igreja, não sou de acordo que esses membros façam parte de outros ministérios,acho que o trabalho tem que ser dividido e oportunidades concedidas a outros membros da igreja.

    • Tatiana: Sei disto. Sei que existem pessoas suficientes para os mais diversos departamentos. Mas, este não é o meu ponto: A questão é mais transcendental: chamar a turma do louvor de levitas. Por favor, releia o artigo sem preconceitos e a irmã verá o sentido a que me refiro.

  5. JOSELY MONTEIRO FILHO disse:

    Saudações em Cristo…!!!

    Concordo plenamente com tudo que foi esplanado. Parabéns…!!! Atuo no Ministério da Música e Escola Dominical da Igreja, da qual sou membro. Tem sido uma luta esclarecer que todos são aptos para exercerem seus dons e ministérios em qualquer parte do Corpo de Cristo. Sou grato a Deus por termos servos consagrados como o senhor para nos esclarecer sobre esses assuntos.

  6. Daniel Alves disse:

    Parabéns Pastor João, eu sempre tive esse ponto de vista, mas infelizmente a maioria dos líderes da atualidade tem dado uma ênfase ao modelo Antigo, onde havia um monte de regras e recompensas, um verdadeiro toma-lá-dá-cá, hoje quase ninguém prega o Novo Testamento, e aí ficam inventando “classes” privilegiadas dentro das congregações, e pior que muitos “levitas modernos”, acreditam nisso, e ficam com ego inflamado. Sempre que posso falo sobre isso, levita do passado limpava a privada do templo, e eu duvido que os levitas modernos teriam essa coragem. Um grande abraço e favoritei o seu site. Graça e Paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    • Sempre é bom ficarmos atentos às Escrituras do Antigo Testamento, porque os modelos do tabernáculo e os levitas e sacerdotes eram figuras de Cristo e da igreja. Mas, a influência do judaísmo tem sido muito forte sobre a igreja nessa era do fim. Os judaizantes trazem arca da aliança para seus templos, adoram a arca, dançam diante dela, trazem o candelabro (também uma figura da igreja como luz do mundo) e querem celebrar a ceia com pães ázimos e até carne de cordeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*