Questões sobre o avivamento de Lakeland, Flórida. – Falso ou verdadeiro?

6 de junho de 2008 1 Por Pr. João de Souza

Venho acompanhando através de artigos e comentários o avivamento que está tendo lugar em Lakeland na Flórida. Especialmente depois que Andrew Strom passou a denunciar as manifestações que ali ocorrem como operação de espíritos enganadores. Todd Bentley é um pregador que vem atraindo milhares de pessoas para Lakeland, e o que intriga Andrew Strom é que existe ali ministração de anjos, e um deles, ao que parece orienta Bentley sobre o que ele deve fazer.

Por que decidi abordar novamente sobre o tema? Porque ruídos de avivamentos atraem pessoas de todos os lugares – eu mesmo estive em Toronto para ver o que se passava lá. Vi coisas estranhas, e me deu uma vontade enorme de expulsar demônios! Falei pra minha esposa em 1997: Pode ser que houve um avivamento aqui, mas hoje eles estão tentando levar com a “barriga”.

Ocorre que Andrew Strom, que vem fazendo as denúncias era um dos líderes do movimento profético de Kansas City e, com Paul Gowdy passaram a denunciar a presença de espíritos enganadores no movimento e se retiraram dali. O movimento profético movimenta muito dinheiro com livros, cds e ingressos de conferências, e os dois passaram a denunciar os erros do movimento.

Quanto ao que acontece em Lakeland, Florida, Andrew postou em seu site as declarações do próprio Bentley que o denunciam:

Quando preciso de uma revolução em minhas finanças, não apenas oro a Deus pra conseguir mais dinheiro. Entro em intercessão e me torno parceiro dos anjos, pedindo ao Pai para que os anjos responsáveis consigam logo o dinheiro. “Pai, dá-me os anjos dos céus, agora mesmo, os que são responsáveis em me arrumar dinheiro e riqueza. Libere esses anjos a meu favor. Que eles voem pelos quatro cantos da terra e me consigam dinheiro”.

Depois Todd Bentley fala de um anjo de nome Emma: Ema, o anjo do profético, tipo mulher-mãe que ajudou no surgimento do movimento profético em Kansas…

Agora, quero falar sobre minha experiência com um personagem angelical, Emma. Bob Jones me perguntou duas vezes a respeito deste anjo que estava em Kansas City em 1980. “Todd, você já se encontrou com o anjo de nome Emma?”, perguntou, na esperança de que o anjo estivesse me aparecendo. Surpreso, perguntei-lhe: “Bob, quem é Emma?” Respondeu-me que Emma era o anjo que gerou e começou todo o movimento profético em Kansas City na década de 80. Era um anjo tipo maternal que fortaleceu o movimento profético quando este irrompeu. Algumas semanas depois de Bob ter me perguntado sobre Emma, eu participava de um culto em Beulah, na Dakota do Norte. No meio do culto enquanto eu conversava com Ivan e uma outra pessoa Emma aparece. Quando olhei o anjo, o Senhor me disse: ‘Aí está a Emma’. Gente, não estou brincando! Ela caminhava flutuando a alguns centímetros do chão. Parecia com a Kathryn Khulman que a gente vê nos vídeos, que, quando colocava seus vestidos longos e subia na plataforma, parecia caminhar no ar. Emma era jovem, aparentando uns 22 anos de idade – e ao mesmo tempo velha. Via-se nela sabedoria, virtude e graça da mulher de Provérbios 31. Ela resplandecia com luzes e cores.  Emma s começou a tirar ouro de dentro de umas sacolas.

E, então, indo e vindo pelos corredores do templo, o anjo começou a jogar pó de ouro sobre as pessoas… Três semanas depois daquela visitação a igreja me deu a maior oferta como nunca, até aquele momento, havia recebido em meu ministério. Milhares e milhares de dólares! Durante esta visitação a esposa do pastor (era uma Assembléia de Deus) foi possuída pelo Espírito Santo, e começou a correr pela igreja latindo como um cachorro, ou batendo asas como uma galinha, à medida que um espírito de poder profético veio sobre ela. Quando esta unção profética veio sobre ela, começou a falar de números telefônicos de pessoas que não conhecia. Discava para aquele número de telefone profetizava sobre as pessoas. O anjo vinha seguidamente à igreja.

Ora, quando anjos são invocados por pregadores e pelo povo tem algo de errado na igreja. O editor da revista Carisma, J. Lee Grady voltou a falar do avivamento controverso de Lakeland com o título: “Um apelo pela unidade numa época de divisões”. Ao que foi interpelado por Andrew Strom:

“Logo no começo o editor fala da confusão dos avivamentos”.

Avivamento é confusão. Apesar de querermos que o avivamento apareça numa bandeja limpa, a história é testemunha de que os avivamentos do Espírito Santo freqüentemente vêm acompanhados do santo caos. Se por um lado existem curas e conversões, por outro aparecem manifestações demoníacas. Em épocas de avivamento podem-se ter milagres e descontrole. Santidade e heresia surgem simultaneamente.

“O que tenho a dizer é o seguinte: Sim! Os avivamentos costumam ser confusos – mas a confusão se dá na periferia – não no centro dos acontecimentos. Muitos de vocês sabem que me especializei em avivamentos através da história e escrevi um capítulo, Manifestações nos Avivamentos, em meu livro Avivamentos falsos e verdadeiros. Agora, se os demônios operam enganando no centro ou no miolo do avivamento, enganando o que está sendo pregado ou compartilhado, então não se tem mais um avivamento confuso – existe, isto sim, um espírito de engano mortal.”

“Nos avivamentos verdadeiros prega-se arrependimento, santidade e cruz. Estas três coisas são a centralidade do movimento, porque trazem uma profunda convicção de pecado e temor do Senhor. Pode ser que coisas estranhas ocorram na periferia, agora, quando essas coisas começam a dominar o avivamento, tudo está acabado!”

“O problema em Lakeland é que lá existe uma “unção” estranha e fora dos padrões bíblicos operando bem no centro, já no início. E tal unção tem sido “transmitida” a milhares de pessoas. Na realidade, Todd Bentley já declarou que tudo o que ali acontece é “transmissão”, por isso ele impõe as mãos sobre todos indiscriminadamente.  Outra coisa ali é a ministração de anjos que está bem no centro dos acontecimentos. Ele declara que os anjos estão conduzindo o movimento – realizando curas, dirigindo-se aos líderes, etc. A manifestação de anjos ali não é uma coisa periférica, mas central. Os anjos de Bentley estão no centro de todas as coisas que ali acontecem.”

“Basta olhar para o passado deste pregador e você verá que a experiências com os “anjos” são a fonte de poder de Todd Bentley. Este negócio de Emma e dos anjos encarregados do dinheiro não soa bem aos nossos ouvidos. Os anjos são ali a fonte de poder, o que indica que Todd está lidando com falsos anjos – espíritos enganadores – o tempo todo.”

“Como mencionei, não se trata de um mover que tem problemas na periferia – o que acontece longe dos líderes – e sim problemas que acontecem no coração do mover. Esses anjos são a centralidade do movimento, e aqui é que se distingue o que acontece na periferia com o que ocorre no centro.”

O editor de Carisma expressou-se assim:

Muita gente acha que o movimento de Lakeland é uma mistura de verdade e erros. Desde que o avivamento se iniciou minha caixa postal vem recebendo mensagens de líderes carismáticos preocupados com assuntos sérios e outros sem relevância. O fato de Bentley ter o corpo tatuado e piercings, e sua declaração de haver entrevistado o apóstolo Paulo no céu, preocupam esses pastores.

Agora, eu pastor João que traduzi as partes acima dou minha opinião pessoal, tomando como base algumas assertivas da Carisma:

Onde o movimento profético tem errado:

1. Por não ter uma posição bíblica, clara e instrutiva sobre os anjos. Eles são agentes enviados de Deus e ministram às pessoas em ocasiões especiais, no entanto, quando se trata de revelações do terceiro céu, realizadas em companhia de anjos que usam nomes como Emma, Promessa, Ventos de Mudança, etc., como acontece no movimento profético. Em nenhum momento as Escrituras orientam ou permitem que dialoguemos com anjos e que estes estejam à nossa disposição. É muito fácil ser enganado por anjos de luzes!

2. Em algumas igrejas as pessoas dizem que falam com pessoas mortas, incluindo Paulo, o apóstolo. Isto é necromancia. As Escrituras proíbem tal prática.

3. Falta de orientação pastoral sobre certas manifestações. Ao lado de maravilhas e sinais, as pessoas têm visto pó de ouro, gemas de ouro e óleo. Caem no chão, se retorcem descontroladamente como se estivessem intoxicadas ou embriagadas. É preciso aprender a ver a diferença entre uma manifestação do Espírito e outra de um espírito enganador. Os místicos do passado aprenderam a perceber a diferença. (Eu mesmo tomei pó de ouro que me deram, que havia caído numa igreja, e mandei fazer o teste: era purpurina barata. Descobri depois que a mulher enchia a cabeça de purpurina…).

4. Como proceder com pregadores que caem. O próprio editor da revista Carisma mostrou sua preocupação sobre este tema, porque um dos profetas que caíram, Paul Cain compareceu no avivamento de Lakeland causando estranheza. Pregadores que caem espiritualmente, que incorrem em erros doutrinários, fornicação, adultério e roubo financeiro, além dos que se rebelam contra autoridades têm de ser corrigidos e tratados…


NT: To Impart é um verbo em inglês que não tem tradução adequada em português. O Mais próximo é compartilhar, distribuir, e tem o sentido de transmitir a outra pessoa o que se tem (pela imposição de mãos).