Tag Archives: falsos profetas

Uma igreja governada por crianças e mulheres

A igreja brasileira está em crise. Excetuando-se aqui e ali um grupo denominacional ou outro a igreja se parece com a narrativa de Isaías 3: “Os opressores do meu povo são crianças, e mulheres estão à testa de seu governo. Oh! Povo meu! Os que te guiam te enganam e destroem o caminho por onde deves seguir” (Is 3.12).

Haverá escape da tribulação? Não!

Nota: Corrie Tem Boom foi uma holandesa que sobreviveu aos campos de concentração dos nazistas e uma grande missionária, depois que foi liberta. Corrie cria que enfrentaria tribulações. Ela foi uma das muitas pessoas que sofreram dura perseguição nos campos de concentração nazistas, durante a Segunda Grande Guerra. Sua família foi morta diante dela, e, mesmo sob ameaça, Deus a conduziu através daquele duro período de perseguição.

Crise de identidade

Soube recentemente que o Distrito Federal que compõe o Plano Piloto e as cidades ao redor tem cerca de 800 mil evangélicos ou 40% da população. Que diferença isto faz na sociedade brasiliense? Que diferença faz a grande percentagem de evangélicos em cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Anápolis e Goiânia com alto percentual de evangélicos?

Os superapóstolos nos dias de Paulo

Alguns de nós pastores, especialmente aqueles que conseguem pôr no papel suas ideias, temos sido incansáveis em denunciar o apostolicismo desenfreado surgido nos últimos 30 anos. Sim, porque, além dos Doze, sempre existiram apóstolos ao longo da era da igreja, sem jamais se autonomearem apóstolos, sem criar conselhos apostólicos – inda que sendo, verdadeiramente apóstolos no sentido estrito de sua missão.

As sete grandes mentiras aceitas pela igreja nos dias de hoje

Ensinamentos falsos correm soltos na igreja e provocaram uma “visibilidade zero” em milhões de crentes. Aqui você detectará – e superará – essas doutrinas destrutivas antes que seja tarde demais.

Presidentes, ditadores e profetas: Vocês não são imortais!

Toda pessoa em posição de autoridade governamental deveria ler a Bíblia, porque nela está registrado o fim de todos os governantes que se achavam superiores a qualquer espécie terreal. Por outro lado, todos os prognosticadores ou profetas, sejam estes de cunho católico, espírita, umbandista, protestante, evangélico ou pentecostal deveriam ler o que Deus diz a respeito dos profetas que profetizam em seu nome.

“Mas a cidade de Susã estava perplexa” (Ester 3.15).

Salomão escreveu que há tempo para todas as coisas debaixo do céu, inclusive, tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria (Ec 3.1-8). Pois hoje estava meditando sobre o estado espiritual da igreja brasileira e me dei conta de que não sei em que tempo vivemos. Se em tempo de choro ou de alegria.

O Mundo é lindo!

Fazendo minha caminhada diária para manter a saúde em forma, comecei a comparar mentalmente as expectativas dos crentes, do tempo em que eu era jovem, e o que os crentes almejam quase cinquenta anos depois.

E uma canção aflorou-me à mente que dizia assim: “Quando a esperança da vida se foi, aqui do mundo de horror, e anos de força e saúde perdi em sonhos enganadores…”. E essa antiga letra chamava à reflexão as letras dos cânticos

Três fontes de onde procedem milagres, curas e palavras proféticas

Alguns dias atrás acessei uns sites em que eram apresentados alguns cultos milagrosos e cheios de “poder”. O pregador profetizava e citava o nome das pessoas, a placa do carro, o número do telefone, a empresa, a rua onde ela morava etc. As pessoas no culto deliravam emocionadas; choravam de alegria e aquelas pessoas alvo das profecias se derretiam de emoção. Uma igreja onde o tal pregador esteve não acreditou muito e provou que o tal pastor acessou o site da igreja, retirou nomes de líderes de departamentos e acessou os sites de relacionamentos deles. O pregador usou de truques fabulosos e de muita criatividade. Deve ser uma pessoa que conta com bons assessores, que fazem um trabalho investigativo para ele.

A cilada

Não suporto ler nem ouvir comentários a respeito da corrupção que grassa no meio evangélico. Quase adoeço. Chego a ficar com vontade de me afastar de tudo, de viver a vida cristã num mosteiro; de isolar-me da própria sociedade, de viver em completa reclusão. Essa é a tendência de um profeta.