Tag Archives: cuidados

Existe esperança para o Brasil?

O capítulo 1 do livro do profeta Isaías descreve a condição moral e espiritual de Jerusalém naqueles dias. Ao reler este capítulo não vejo mais Jerusalém, mas o Brasil. Isaías começa sua imprecação com “Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptores…” (Is 1.4).

O pai da mentira ataca nas redes sociais

“O pai de vocês é o diabo e vocês querem lhe satisfazer os desejos. O diabo quando profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira” (Jo 8.44 – versão livre do autor).

O diabo é mentiroso e pai da mentira. Essa declaração de Jesus é suficiente para mostrar o caráter do inimigo de nossas almas. O diabo é especialista em levantar insinuações falsas, em caluniar e em denegrir o caráter dos crentes em Cristo e, portanto, tudo o que não é verdadeiro, no dizer de Jesus procede do diabo. Vejamos um único aspecto ou canal que o diabo mais se utiliza nesses dias para difamar e criar intrigas: As redes sociais.

A essência do culto a Deus

Neste artigo, o propósito é estabelecer os princípios do Novo Testamento que nortearam as reuniões da igreja em seus primeiros anos de vida até depois da queda e destruição de Jerusalém.

Uma Igreja acometida de AVC

Um dos sintomas nas pessoas que sofrem um AVC (acidente vascular cerebral) é que no processo de cura a mente passa a recordar as coisas antigas esquecendo-se dos fatos recentes. Pois este é o estado de algumas denominações brasileiras: Estão velhas, com estruturas de governo feudais, como aquelas cidadelas antigas cercadas de muros e numa zona de conforto.

Ciência e esoterismo – Os cuidados que o crente deve ter

Existem certas práticas medicinais orientais que são comprovadamente científicas, mas que vêm carregadas de misticismo e esoterismo, coisas malévolas para o verdadeiro cristão.

“Prega a palavra, a tempo e fora de tempo”

Pois meus amigos sou articulista e escritor porque o Pai celeste resolveu abrir a torneira da graça sobre minha vida, ensinando-me, inspirando-me e dando-me ousadia para dizer a verdade – na maioria das vezes não compreendida. Somente escrevo quando ele abre a torneira e faz jorrar as palavras do texto.

O que está havendo com a verdadeira pregação do evangelho de Cristo?

“Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo. Se, na verdade, vindo alguém, prega outro Jesus que não temos pregado, ou se aceitais espírito diferente que não tendes recebido, ou evangelho diferente que não tendes abraçado, a esse, de boa mente, o tolerais. Porque suponho em nada ter sido inferior a esses tais apóstolos” (2 Co 11.3-5).

Marco Feliciano e o princípio da colheita

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6.7).

Faz tempo que pensava em escrever algo a respeito da polêmica em torno do pastor Marco Feliciano.

Cultura, mundanismo e espiritualidade

Existem algumas diferenças entre cultura, mundanismo e espiritualidade. Às vezes as diferenças são imperceptíveis. Para que o leitor entenda a diferença basta ler as Escrituras tanto do AT quanto do NT. Imagine se prevalecesse hoje a cultura dos dias dos apóstolos, na forma de vestir, no linguajar, nos costumes, na forma de culto e no conhecimento. As culturas mudam. O terno e gravata usados nas igrejas é cultura francesa, e os crentes se adaptaram bem ao terno e gravata; não só os crentes, mas a sociedade os aceita como padrão de bem-vestir. Se alguém quiser ser bíblico na forma de vestir, use as vestimentas do Oriente Médio, como as dos homens e mulheres árabes.

Uma Geração Anestesiada

Costumo ficar boquiaberto diante da inércia, da passividade e da falta de ação dos jovens de algumas igrejas. Essa inércia não é vista apenas entre os evangélicos, mas até mesmo entre a juventude brasileira, haja vista que não se veem marchas nem manifestações de estudantes contra a corrupção ou em busca de novas propostas políticas. As únicas manifestações são de minorias que defendem seus direitos e não os direitos de todo o povo. A juventude brasileira está anestesiada pelo governo que a segura firmemente à base de cargos políticos e de muito dinheiro doados às organizações estudantis.