Category Archives: História da Igreja

Os saduceus

Prezado leitor: Compartilho com você, para seu enriquecimento bíblico-cultural essas informações que coligi de James Hastings, do Dictionary of Christ and the Gospels, traduzido e adaptado e de minha responsabilidade. Caso você use em apostilas ou livros, por favor, cite a fonte.

Fariseus

Prezado leitor: Creio que você apreciará esta pesquisa que fiz em James Hasting, Dictionary of Christ and the Gospels, editado em 1908. A Tradução e adaptação é de minha responsabilidade.

Quando Virá Nosso Senhor?

Cerca de 1.660 anos antes do nascimento de Jesus, Balaão proclamou que o rei Jesus haveria de vir. Balaque se sentiu incomodado com as palavras do vidente: “Vê-lo-ei, mas não agora; contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó, de Israel subirá um cetro…” (Nm 24.17). Jesus é esta estrela!

A igreja brasileira sob nova análise – Tendências dessa primeira década de 2010

Você que vem acompanhando meus escritos sobre a igreja, especialmente sobre igrejas nas casas, certamente se interessará pelo tema a seguir.

Marcião, suas heresias e a finalização do cânone sagrado

A seguir, a tradução do capítulo XXIII do livro The Spreading Flame, de F. F. Bruce.

Óleo da Oliveira e Nardo Precioso

Fonte: Diccionay of Christ and the Apostles editado por James Hastings, D.D. Volume II, p 264 – edição de 1908

Exegese de 2 Tessalonicenses 2

Scott´s Commentary, de Thomas Soctt, D.D.

Editado em 1853

Os Santos Caminham em Fraquezas

“Da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra”

Em Defesa de David Wilkerson – Andrew Strom

Um vasto segmento do moderno movimento profético americano se opõe a David Wilkerson e às suas declarações. Costumam descrevê-lo como “mercador de tragédias”, porque ele alerta os cristãos americanos das iminentes catástrofes que virão e conclama a nação ao arrependimento.

Igreja nos lares – Não como método, mas como estilo de vida

Nota: Impedido de falar, por motivo de doença no encontro de líderes sobre igrejas nas casas, escrevi, a pedido de Pedro Arruda o material que aí está. Obviamente que falta a fala do autor, mas sublinho em negrito os pontos que precisavam ser melhor esclarecidos.